NOTÍCIAS

Juventude: Câmara celebra seu Dia e homenageia as instituições que acreditam no seu potencial

11/08/2017


Capoeira Dendê Brasileiro e Câmara de Nova Iguaçu: juventude iguaçuana presente

Tem muita arte e talento, sim senhor! A noite de ontem (10) na Câmara Municipal de Nova Iguaçu (CMNI) ficará registrada como um momento de grande emoção e reconhecimento. Em comemoração ao Dia Internacional da Juventude, a Casa realizou a sessão solene "Juventude: Acreditar é Preciso", que homenageou instituições que acreditam e investem no potencial e futuro dos jovens. As apresentações culturais apresentadas pelos próprios jovens só confirmaram que todo o investimento é bem aproveitado. O resultado foi uma cerimônia que levou o público às lágrimas.

Negra Dany, de 20 anos, iniciou a sessão cantando, à capela, o Hino Nacional. Militante do Movimento Negro, ela presenteou a todos com sua voz de arrepiar. "Uso meu canto para conscientizar a sociedade da importância de se proporcionar oportunidades iguais para todos". A mesa que conduziu a cerimônia foi composta pelo presidente da CMNI, vereador Juninho do Pneu; Gonzaga Araújo, fundador da Associação Cultural KM 32; Monique Pereira, supervisora do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE); Anderson Luiz Carvalho, subsecretário da Secretária municipal de Assistência Social; e Odinéia Quirino, vice-presidente da Casa do Menor São Miguel Arcanjo.

- Tenho grande orgulho de dizer a vocês que sou o autor da Lei do 1º Emprego em Nova Iguaçu. Antes, nossos jovens não conseguiam ingressar no mercado de trabalho pois não tinham experiência. Mas como ingressar se ninguém dava a primeira oportunidade – indagou Juninho do Pneu. O presidente da Câmara sugeriu que os presentes pudessem usar estes encontros que a nova gestão do Poder Legislativo vem promovendo como momentos de troca. "Nosso objetivo é juntar os segmentos que atuam nas mais diversas causas. Vamos formar redes de informação e contatos. Assim seremos mais fortes", afirmou.

Gonzaga Araújo, da Associação Cultural KM 32, instituição que atua na região do bairro Jardim Guandu, na Estrada de Madureira, e tem mais de 180 jovens participando de seus projetos, fundou a entidade em 2009. Aulas de desenho, capoeira, teatro, reforço escolar e atendimento psicossocial, estão entre as atividades, gratuitas, oferecidas à comunidade. "Nossos jovens têm muita criatividade, mas nenhuma oportunidade. Produtor cultural, com atuação no projeto "Nós do Morro", Gonzaga trouxe 26 alunos para a sessão solene. Eles apresentaram a esquete teatral "Revolução dos Anjos", mostrando a dura realidade das crianças e adolescentes que moram nas ruas.

Monique Pereira, supervisora do CIEE, disse que o Centro, que atua há mais de 40 anos em Nova Iguaçu, tem o objetivo de cuidar dos jovens. "Temos hoje mais de 1.300 estagiários e de 500 aprendizes trabalhando e estudando. Todos foram encaminhados para as empresas por nós", explicou. Maiores informações podem ser obtidas pelo site www.ciee.org.br ou pelos telefones 21 2668-3228 e 2667-3405.

O subsecretário de Assistência Social, Anderson Luiz, apresentou números que representam uma realidade que precisa ser vencida: 40% dos jovens brasileiros são de famílias sem renda; a cada duas pessoas sem ocupação, uma é jovem; a cada 3 presos, 2 são jovens; e apenas 35% dos jovens têm carteira assinada. "A Prefeitura de Nova Iguaçu está atenta a esses indicadores. Diversas ações estão sendo implantadas, como o incentivo às empresas para a contratação de jovens. Em setembro acontece o encontro "Identidade Jovem" e em outubro realizaremos o Fórum de Políticas Públicas para a Juventude", informou.

A ong Casa do Menor São Miguel Arcanjo, representada pela vice-presidente Odinéia Quirino, que se disse feliz em saber da preocupação da CMNI com o futuro da juventude, trouxe seus alunos para cerimônia. Pela Cia de Artes Presença foi apresentada a coreografia da música "Brasil com Passinho", e pela oficina de circo o espetáculo "Contorsão". A Casa do Menor existe há mais de 35 anos e atende mais de 700 jovens com cursos profissionalizantes, além de outros projetos.

A última apresentação cultural ficou por conta da Associação Cultural de Capoeira Dendê Brasileiro, dirigida por mestre Gigante. Com mais de 150 participantes, existe há 12 anos, com polos nos bairros Cerâmica, Cobrex, Posse e Santa Rita, em Nova Iguaçu. Quem quiser conhecer melhor o projeto, mestre Gigante convida para uma visita às segundas, quartas e sextas, no horário de 19h às 22h, no endereço Rua Professor Leonardo, 520, Cerâmica.

A atriz Alyne Cabral encerrou a sessão solene com a leitura do texto "Fazer a Diferença", de autor desconhecido, seguida pela entrega de Moções de Aplausos às entidades que estiveram presentes, um reconhecimento da Câmara Municipal pelo trabalho desenvolvido. Depois veio o momento troca de telefones entre os participantes. A comemoração do ano que vem promete muito mais.

Prestigiaram o evento os vereadores Fabinho Maringá, Renata da Telemensagem e a coordenadora da Infância e Juventude de Nova Iguaçu, Jô Feital.